Sobre Como os Idiotas não Conseguem ver além da Estética!

Quarto Post com ódio dessa nova geração de bundas que “Gosta de Coisas Toscas”

Nesse post queria discutir um pouco sobre filmes antigos já que eu sempre vejo que mais e mais Nerd é um sinônimo de “cara que esta ligado nas últimas e quentes novidades”. Eu quero sair disso para mostrar que o passado as vezes vale muito mais a pena que o presente/futuro e não só da forma que os idiotas de hoje vêem as series antigas e filmes, essa famosa atitude, “aí meu era muito tosco antes”. Esses escrotos são os famosos derivados da geração de engraçadalhos e descolados que partem do principio que o visual é tudo, dêem vivas a MTV!

Muitas vezes vou ao cinema ver os filmes de terror classe C/D dos anos 60 e me deparo com um montão de idiotas rindo o filme inteiro! Rindo de cada detalhe “mal feito” ou algum efeito que hoje em dia já esta mais que passado. Essa gente não cansa de me dar nojo! A idiotice atinge níveis tremendos, gente gritando nas funções, falando coisas, conversando, como se fosso uma comedia boba, ou só um passatempo para mostrar que eles são “cools” e vão no cinema ver filmes antigos!

Esses filmes não são levados a serio, filmes que muitas vezes tem ótimos argumentos e bons roteiros, que acabam sendo ofuscados pelos fanáticos da estética que só querem rir quando se nota que é uma maquiagem ou aparece uma corda. Esses escrotos são os famosos “cults”. São principalmente aquelas pessoas que idolatram Ed Wood e coisas assim, porque acham engraçado as coisas “zuadas” que ele faz. Não pensam que talvez as limitações técnicas possam criar boas historias e sim que: “É muito engraçado o Polvo Gigante”.

Outro dia eu estava conversando com um casal e eles diziam como dois tontos complementado um ao outro nas frases como um bom casal idiota: Vimos o filme do Star Trek, o novo, e depois fomos ver a serie… hahaha… mó tosco né!? Os efeitos! Haahha… tinha a nave e se notava que não estava voando e o tele-transporte é zuado! Muito engraçado!
O que eu posso dizer a um grupo de idiotas assim!? Eles não conseguem se concentrar no mínimo da historia porque estão muito preocupados com a estética da coisa. Se eles parassem para pensar na filosofia que existe por trás de cada capitulo e todo o raciocínio lógico da coisa talvez não estaríamos discutindo se a USS Enterprise se vê bem ou não e sim a idéia por trás do teste Kobayashi Maru que Kirk sabotou para passar e outras coisas realmente interessantes que tem a serie, esse é o problema agora tudo que é “tosco” é legal e cool e se transforma no centro das atenções.

“Nossa o Superman voava muito estranho no primeiro filme!” Quantas vezes já tive que escutar isso. E nunca um “Porque o Superman crê tanto na humanidade?”. O motivo porque eu nunca escutei isso é simples! As pessoas estão cada vez mais com o cérebro lavado por essa idéia de super estética e nada de bons e bem escritos filmes. Elas não conseguem ver além da beleza e isso se deve a essa idéia de vídeo clipe que existe agora em muitos lugares e foi lindamente difundida por essa geração MTV, por exemplo, Watchmen.

Se você assistir Watchmen conte quantas vezes entram musicas para acompanhar as sequência e não digo acompanhamento musical digo musica musica! Com voz e tudo. O filme é cheio de colocar 10 minutos de uma cena com musica de fundo e os personagens desempenhando X ação seja sexo, briga ou voar em uma nave. Inclusive as vezes de uma musica passa para outra porque aquela acabou. Isso não é um filme é uma coletânea de vídeo clipes. Talvez ele tenha feito uma boa cena de abertura, só que também não deixa de ser um vídeo clipe, o filme é basicamente transformar a obra de Alan Moore e Dave Gibbons com uma super fidelidade que chega a ser estúpida as vezes e fazer uma coletânea de vídeo clipes idiotas e coloridos. Essa é a nova forma de fazer coisas no presente e ver as coisas do passado: A Estética. Na historia de Watchmen no filme, por exemplo, existem lacunas e partes que são importantes esquecidas simplesmente por uma idéia de Condensação do filme. Adivinha só Senhor Roteirista: Resumir não é adaptar.

Toda a filosofia que existe por trás de Watchmen se transforma em uma merdinha esteticamente bonita no cinema, vai dizer que alguém que foi no cinema sentiu uma critica da política armamentista estadosunidense e da Guerra Fria na era Nixon. E as pessoas não entendem porque o Alan Moore não quis sair nos créditos!

Estamos invadidos por todos os lados pelo “Design”, as series sofrem disso, ninguém mais liga para o roteiro, os poucos que ligaram para o roteiro, como em Lost, tiveram lindos frutos, mesmo que o monstro de fumaça seja “tosco” o roteiro compensa qualquer palhaço que queira levantar e dizer: Mais é mó zuado o monstro de fumaça. Com certeza imediatamente alguém devia dar um tapa na cara desse rapaz.

Assim que parem de se preocupar de o que se vê no filme e comecem a pensar em “o que esta dizendo esse filme” não agüento mais ver filmes idiotas ou remakes porque as pessoas não sabem o que contar, o remake é uma prova disso, pegamos uma boa historia do passado e tentamos mostrar com uma linda estética porque nossas cabeças fudidas com só pensar em estética não consegue pensar mais boas historias e o pior é que quando não existem boas historias eles atocham estética no seu rabo e lotam salas de cinema como com Transformers!

Sobre Porque Alguns Idiotas Acham que são Colecionadores

Terceiro post com ódio dos nerds bundas que se dizem “colecionadores”

Em um dos comentários do primeiro post surgiu uma questão sobre se um colecionador é um nerd ou não e sobre o que é ser colecionador, decidi dedicar um post a idéia de ser um colecionador. Já que basicamente ser colecionador esta ligado a identidade nerd porque é uma forma de você querer ter para você coisas que te lembram e se relacionam com coisas que você é fanático e tem grande admiração. Assim o colecionar acaba sendo uma das possíveis atividades nerd.
Só que o problema é que agora existe uma idéia de um colecionador como um cara que tem basicamente um montão de bonequinhos, o que é uma idéia totalmente errada!

Um Cara com Bonequinhos é só um Bestão!

O que não para de ser veiculado por todos os lugares quando mostram nerds é que “Eles adoram bonequinhos”, bonequinhos de todos os tipos, do Darth Vader, da Mulher Maravilha e afins. E os meios chamam esses idiotas de colecionadores. Sim! Não acho legal esse tipo de “coleção” como podemos ver nesses filmezinhos idiotas que eu tanto gosto de citar como “Apenas o Fim” onde tem uma das piadas em que o roteirista deve ter demorado mais ou menos uns 2 minutos e meio para pensar. A cena é assim:

Garotinha diz: Aí você é tão criança, você tem um boneco do He-Man

E o Rapazinho “astutamente” responde: Não é o He-Man é o Fanatico

Morreram de rir?

Esse é o problema maluquinho acha que ter um bonequinho do Sr. Spock faz ele ser mais nerd e ainda um colecionador. Só tenho uma coisa a dizer: Bullshit!

Isso é idiotice pura, um colecionador, coisa que esta tão ligado a identidade nerd não é o cara que vai lá e compra todos os bonequinhos do Star Wars, esse cara é só um idiota que gastou rios de dinheiro em uma coleção pré-fabricada por uma companhia com o intuito de atochar no seu rabo o máximo de bonequinhos possíveis por saber que você é um idiota.

Se você tem bonequinhos você é só um acumulador, como bem dito em um dos comentários. Porque a relação entre um colecionador e um bonequinho é a mesma de um colecionador e um ferro de passar roupa. Isso é só uma palhaçada pré-fabricada que com essa onda de nerdinhos lindinhos acabou surgindo já que agora todos querem conseguir seu novo boneco do Darth Vader.

Isso virou uma forma fácil e tonta de mostrar um Nerd, inclusive nessa série que eu tinha mencionado antes a “Os Buchas” o cara no primeiro capitulo diz “Não toque no meu bonequinho do Darth Vader nem no meu do Neo” e por isso ele automaticamente é um Nerd. Como já disse isso é só besteira que inventam.

Um Colecionador é um Indiana Jones

A coleção e o colecionar é muito mais do gastar a mesada que o papai te deu em bonequinhos maneiros. Por exemplo, um álbum de figurinhas é muito mais interessante que qualquer um desse milhões de bonequinhos que você tem na sua casa, as infinitas possibilidades ao abrir um pacotinho, as tentativas frustradas e a vontade de conseguir todos é infinitamente mais interessante que ir no shopping e comprar uma princesa Leia articulada.

O colecionador que para mim é uma das importantes características nerds como disse acima, é o cara que busca coisas inusitadas e raras. Por exemplo, em uma serie X dos anos 40 tal pessoas usou uma caixa de fósforo marca tal no episodio 36 e ele por ser um fanático do episodio 36 foi lá e comprou essa caixa de fósforo por 50 centavos! A caixa não tem nenhum valor comercial nem se pode encontrar no Shopping ou na JediCon porque é uma relíquia dele, algo que tem um valor para ele e as 10 pessoas que gostaram desse episódio.

A coisa é que com a veiculação dessa idéia que nerd é um cara com bonecos perdemos o espírito Indiana Jones. Isso mesmo. Indiana Jones. O cara não vai mais em busca de coisas inusitadas, não toca todas as campainhas do bairro pedindo para ver entre as coisas velhas das senhoras de terceira idade o que tem de legal no porão. Não! Os idiotinhas bundas vão no shopping com seus lindos “óclinhos sem grau” e gastam 200 reais em um bonequinho do Terminator. Que Divertido não?

A busca que é o mais interessante de ser um colecionador e um aficionado se transformou em um negocio tonto de troca de moeda por objeto, fácil demais.

E que nenhum entusiasta dos bonequinhos me venha dizer: Só que eu consegui esse bonequinho em um Leilão e paguei muito porque só existem 10 no mundo. Parabéns! Masturbe-se com ele na cama da próxima vez.

Não estou dizendo que não existem coisas interessantes que são de franquias, por exemplo nos 50/60 mais ou menos se você juntasse 30 selos da revista Superman você trocava por uma estampa de sócio oficial do clube Superman. Se você comprou essa estampa hoje em dia que só tem poucas no mundo e pagou 3.000 mil dólares você é só um cara com grana suficiente para permitir-se gastar dinheiro em qualquer bobeira. Agora se você passou um ano inteiro sem perder uma edição esperando a cada dia e mandando os selos pelo correio e aguradando ansioso para receber sua estampa POR MÉRITO! Você tem minha total simpatia.

O colecionador tem que buscar coisas raras só porque são descobrimento maravilhosos não porque vai vender por 7 mil milhões depois. Isso pode ser conseqüência ou não. Comprar alguma coisa para vender depois é só ser um idiota, por isso se você tem uma Millenium Falcon que você gastou 998 reais nela! Venda agora e compre tudo de figurinha na banca ao lado. Você com certeza se divertirá muito mais seu bunda.

Sobre como a Gordura e a Nerdice são Diretamente Proporcionais

Segundo Post com Ódio dos Magrinhos Nerdinhos com Óculos sem Grau!

“Nerd Magrinho e Bunitinho!” Eu já ouvi uma vez uma garota falando a um amigo essas três palavras quando descrevia seu tipo de garoto ideal. Primeiro se você tem um tipo de “Pessoa Ideal” você já não entendeu nada da vida! Comece de novo!
Claramente essa concepção é a nova concepção do nerd um cara magrelinho, louquinho e de óculos, que as vezes podem ser até sem grau! Refleti depois de um comentário sobre essa loucura! Existem pessoas que primeiro acham que ser nerd é necessário acessórios e segundo são capazes de comprar um óculos e usar só para parecerem Nerds! Shame on you meu amigo! A idiotice pode atingir níveis exorbitantes em alguns casos! Por isso falaremos sobre a gordura! Ninguém quer ser Gordo hoje em dia! Não é “legal”! O Gordo é e sempre foi um Outsider da sociedade tendo que buscar em outros lugares formas de diversão e relacionamento. Os fórum de internet, as lojas de quadrinhos, a sala escura de cinema e as horas frente a uma televisão. Esses são passatempos que encontram para divertir-se já que na sala de aula ou no trabalho são vistos como motivo de chacota ou menosprezo muitas vezes. E a TV não deixa isso de lado, os gordinhos são geralmente motivo de piadinhas infames ou são engraçadalhos.

As Mentiras Que Te Contam

Series de TV

Como eu tinha dito no post anterior o The Big Bang Theory é um clássico exemplo de magrinhos bunitinhos e nerdinhos! Porque? Porque é o que os rapazes buscam e as mulheres desejam! Você não vê uma mulher dizendo eu busco um gordinho nerd! Elas não querem isso. Veja você mesmo o que são esses caras! Magrelinhos e Doidinhos! Escrotos é um bom nome!

No Cinema

O Cinema sempre mostra os gordos quando se trata de Nerds ou como o dono de uma loja de quadrinhos ou como um Geek que vive na sua casa com seus computadores! Puta visão Idiota! É sempre a mesma balela! Exemplos temos vários e nem vale a pena entrar no mérito. É só pensar em Tranformers e o Geek do 1º. Claro que existem bons filmes com Nerds e em algum outro post falarei sobre eles.

O que impera é que se você for magro terá muito mais chances de entrar no mundo social, em qualquer parte dele. Eu queria saber se um desse formadores de opiniões começasse a divulgar que ser Nerd é ser gordo!!! Quero ver se algum idiota desses que usa óculos sem grau vai começar a comer Mc’Donalds todo dia para ver se vira um “gordinho nerd e bunitinho”.

A Verdade Que Não Quer Calar

Um bom fator para ser nerd é o seu peso, basicamente o que eu quero dizer é que quanto mais gordo você for mais potencial nerd você tem! Porque um coisa é certa: você será excluído de muitos eventos sociais e terá de recorrer a outras opções!

O Nerdcast

Como se popularizaram? Por um podcast! Uma boa mídia para os gordos. Como a maioria das coisas em que envolvem exposição social não é fácil por as caras assim logo de primeira, um podcast ou um blog sempre facilitam. Os caras fazem um bom trabalho com atualizações todas as sextas e está crescendo cada vez mais. Ótima opção para um pouco de conhecimento variado.

Kevin Smith

O cara é considero por muitos o Rei dos Nerds. Tem uma carreira cinematográfica muito boa com filmes com verdadeiros diálogos interessantes e inteligentes nada de “eu te dou esse presente mas você só abre quando eu for embora”. Para fazer seu primeiro filme (Clerks) ele vendeu sua coleção inteira de quadrinhos e tem muitas outras histórias e filmes que espero que as pessoas já conheçam, se não, Shame On You! Kevin Smith é uma mostra de que nerds gordos não são só donos de loja de quadrinhos mas sim escritores, cineastas e roteiristas também.

Toby Randloff

Esse senhor é o “padrinho” desse blog, o cara que me fez criar essa joça, um Genuine Nerd. Toby é um amigo de Harvey Pekar, um roteirista de quadrinhos que foi desenhado por importantes desenhistas como, por exemplo, Robert Crumb. Toby acabou aparecendo em varias edições da HQ American Splendor, depois disso Toby foi convidado para participar de alguns filmes memoráveis como Killer Nerd e Bride of Killer Nerd. Agora em 2006 saiu um belo documentário sobre ele, o “Genuine Nerd” onde ele fala sobre o que é ser um nerd e também assume publicamente ser homossexual. Eu só assisti partes do documentário mas parece ser muito bom.

Assim terminamos esse post, prepararei um artigo só sobre Toby Randloff porque afinal esse blog é para falar de pessoas como ele, sem nenhum glamour, que viveram sua vida em sua cidadezinha de merda encontrando nesse vasto mundo que é o de ser um nerd a salvação para sua exclusão social. Toby é o exemplo claro de um gordo, nerd e feio que contrasta com essa nova moda de bundas que vem “dominado o mundo”. Para terminar deixo um vídeo do cara.

PS: Estou negociando com a distribuidora para ver se consigo vender os DVD’s do documentário aqui na futura Nerd Chato Store, aguardem novidades e digam se comprariam porque não tem sentido eu pedir para minha casa 100 Dvd’s de um filme.

Sobre a Frescurite do “Orgulho Nerd”

Primeiro Post já Carregado de Ódio!

Esse Blog tem o intuito de falar sobre a verdadeira identidade Nerd, não esse novo nerd que esta sendo comercializado em todos os lugares como series de Tv, filmes e blogs. Nesses lugares as visões do Nerd são cada vez mais tontas e estereotipadas, sempre com nerds bonitinhos e fofinhos que são engraçadinhos e maluquinhos.
Para que não aguenta mais isso, esse é o blog para você.
Começaremos falando sobre essa nova onda e os novos nerds.

A Serie The Big Bang Theory

A Serie é basicamente um Two and A Half Man com Nerds, ou seja, com piadinhas que só funcionam se tem um “Hahaha” de fundo para que os tontos saibam onde tem que rir. Os personagens são o de sempre: Carismáticos, não compreendidos pela sociedade, só querem amor e por ultimo e principal são fofinhos e maluquinhos. Logo mais prepararei um post só sobre esta serie idiota. Claro que ora ou outra rola uma piada legal, que claramente não vem da boca do Sheldon que é um personagem totalmente idiota, uma bichinha inrustida, que o único que faz é imitar o Spock. Algum roteirista que acha que é um gênio (possivelmente um ex-publicitário) pensou: E se agente fizer um Spock entre eles. Algum outro empresário disse: Seria Perfeito. Já que basicamente só vamos fazer referências a Star Wars e Star Trek, porque para nós esses são os dois únicos gostos de um nerd… ahh e quadrinhos também. Na segunda temporada já tinha desandado a serie. É só mais um Heroes que já demorou para acabar.

Apenas o Fim

Um Filme Bunda. Com pretensões artísticas demais para meu gosto. O bom Nerd sabe que filme Nerd não tem pretensão artística, George Lucas não queria ganhar Cannes quando fez Star Wars. O filme não passa de uma comedia romanticazinha bastante tonta, o casal parece ter 12 anos de idade, ceninha de “Eu te dou esse presente mas você só pode abrir quando eu já tiver ido embora”. Whata’ Fuck? Quantos anos eles tem afinal, e depois me entra Los Hermanos de fundo!?? É a consagração dos Bundas, Filmes feitos para mininha falar: ai que bunitinho é o nerd. Não tenho paciência para tal idiotice me desculpe. E depois toda a mobilização da imprensa dizendo: Nossa o garoto é o futuro do cinema! O Futuro do Cinema Bunda só se for. Os dialogos são bem mal trabalhados e o filme funciona com a mesma e maçante estrutura: O cara faz piadinhas e a minazinha da deixas para ele fazer piadas. Isso é o clássico tapa na cara. Um entra com a cara outro com o tapa. Vai ler um pouco mais “muleque” e não me venha com um filme que era para ser um curta. Estou cansado de curtas longos. O filme não é Nerd, é só idiota.

Os Buchas

Faz um par de dias um amigo que se diz Nerd porque comprou uma camiseta do Nerdcast, veio me encher o saco com uma nova serie o “The Big Bang Theory Brasileiro”, você já sabe que se o cara usa esses tipos de frases como “O Woody Allen Brasileiro” ou “O Han Solo do Star Trek” ele pode até ser Nerd mas antes de  tudo ele é um idiota. Assim que fui ver o primeiro capitulo de dita serie só para não ter que aguentar a lengalenga. Decepção! É só isso que eu posso falar. É uma espécie de Cilada do Bruno Mazzeo e se Cilada já era ruim imagina essa serie. Um roteiro mais ou menos, com as clássicas piadinha mais ou menos e os personagens “doidinhos”. Como sempre o cara a parte da sociedade que não sabe o que fazer com as mulheres. Boring Total.

Bom essa é uma mostra do que você vai ver aqui, tambem pode rolar umas criticas de filme e coisas assim, mas a idéia principal é criticar esse novo way of life Nerd, que é só colocar uma camiseta do Luke que já é um Nerd. Bando de Escrotos. Assim que eu me concentrarei mais na critica de dito grupo social. O Grupo que chamo de Nerds Bunda. E para terminar: Não! os nerds não vão dominar o mundo porque se isso acontecer os nerds deixarão de existir. Pense Nisso.